Atendimento de Segunda a Sexta, das 9h às 12h e das 13h às 17h

4 jun

Afinal, o MEI precisa de contador?

O programa para microempreendedores individuais (MEI) foi criado há 10 anos atrás, e com ele muitas vantagens surgiram, principalmente para pessoas autônomas que tinham o sonho de iniciar um negócio com baixa burocracia.

O MEI está dispensado de várias obrigações fiscais e o seu faturamento pode chegar até R$ 81.000,00/ano. Ou seja, é perfeito para quem quer começar a empreender, concorda?

Na verdade, é preciso ter muito cuidado. Por mais que não seja obrigatório por lei a contratação de um contador ou escritório de contabilidade, o MEI precisa de uma organização financeira impecável, desde o pagamento da DAS até o controle de todas as despesas.

Quer saber quais os benefícios e por que o MEI precisa de contador? Leia esse conteúdo até o final!

O MEI precisa de contador para ter um apoio profissional capacitado

Ao contratar um contador para cuidar de toda questão financeira, o MEI terá o apoio de uma pessoa capacitada, que pode fazer uma gestão eficiente, além de dar dicas para que a empresa cresça ainda mais.

As ideias de um contador que está na área e tem experiência sem dúvidas são diferenciadas. O profissional pode ajudar com dicas que auxiliam em investimentos, apostas em novos nichos e também para a tomada de decisão assertiva.

Com o aumento do rendimento anual do MEI (que passou de 60 mil anuais para 81 mil), ficou ainda mais complicado fazer uma gestão financeira eficiente sozinho. Estamos falando de um valor que corresponde a R$ 6.750,00 mensais.

Reduzir os custos

O MEI também tem responsabilidades fiscais. E, por conta disso, é extremamente necessário fazer uma excelente gestão contábil. Algumas das responsabilidades mensais de um microempreendedor individual são:

Emitir notas fiscais;
Recolher os impostos;
Fazer declaração de Imposto de Renda (IR);
Pagar um fornecedor ou colaborador.
Acredite, essas responsabilidades são mais complexas que parecem, e exigem, além de tempo, experiência! Portanto, pense bem antes de começar um MEI sem organização. O ideal realmente é contar com um contador especializado, que possa cuidar e organizar toda a questão contábil da empresa.

Ter mais tempo para focar no trabalho

Quando o MEI não foca em todas as responsabilidades que citamos acima, ele passa a ter mais tempo para focar nas suas demandas. Qual a consequência disso? Aumento nos ganhos mensais!

Quando você tem uma pessoa para cuidar das finanças da empresa e consegue focar apenas no trabalho, fica muito mais de executar as funções e expandir ainda mais o negócio.

A dica que podemos te dar é: foque naquilo que realmente vai trazer resultados para o seu projeto. Deixe a questão burocrática e contábil para pessoas que entendem do assunto e podem fazer uma gestão eficiente para você.

Expandir o negócio

Ser MEI é dar os primeiros passos no empreendedorismo. Mas, mesmo que estejamos no início, é impossível não pensarmos em crescer e expandir o negócio.

Para ter sucesso, é necessário ter as pessoas certas caminhando ao lado, e na questão financeira isso não poderia ser diferente. Um contador é capaz de auxiliar o MEI na expansão do negócio, desde os primeiros passos até a mudança para o Simples Nacional (quando o MEI ultrapassa o rendimento de 81 mil anuais).

RECEBA NOSSAS NOVIDADES POR E-MAIL